Auditoria Financeira Caixa e Equivalentes de Caixa – Exercício de 2019

25

Auditoria Financeira

Resumo

Trata-se do relatório final de auditoria financeira sobre a conta Caixa e
Equivalentes de Caixa, autorizada conforme o item II da Decisão nº 4256/2019-e (peça nº 7 do Processo nº 25451/2019-e). Na opinião dos auditores, as demonstrações financeiras do Distrito Federal para o exercício de 2019 não apresentam razoavelmente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial da conta Caixa e Equivalentes de Caixa para o período findo em 31 de dezembro de 2019, de acordo com a estrutura do relatório financeiro aplicável. A base para opinião adversa consistiu em: a conta Caixa e Equivalentes de Caixa do Balanço Patrimonial das Demonstrações Financeiras de 2019 apresenta distorção contabilizada a maior entre R$ 442.712.711,68 e R$ 448.882.480,50; além disso, ressalvou-se o fato de as notas explicativas não evidenciam adequadamente os efeitos das conciliações bancárias na conta Caixa e Equivalentes de Caixa. Além daquelas falhas consideradas relevantes e que foram objeto de parecer adverso, registraram-se, ainda, fragilidades nos controles internos: a) existência de grande quantidade de contas em instituições financeiras não registradas na contabilidade, cujo montante total é de pelo menos R$ 13.438.633,84; b) aplicações financeiras contabilizadas na conta Caixa e Equivalentes de Caixa em desacordo com a definição desta conta; c) existência de contas bancárias registradas na contabilidade que não possuem lastro em contas de instituições financeiras; d) o registro contábil dos recursos das unidades gestoras na Conta Única não reflete a real posição patrimonial, com base nos requisitos inerentes ao conceito de disponibilidades previsto no MCASP, em decorrência da utilização de conta retificadora; e e) falhas na documentação relativa às conciliações bancárias e duplicidade de registros de contas no Siggo.

  Clique aqui para acessar/baixar relatório

Relat_ariofinal_224113.19-mesclado